Não sei quanto a vocês, mas eu tomo especial atenção às unhas no tempo de aulas, talvez porque estamos sempre a escrever e a pô-las em evidência. Na minha opinião, umas unhas com bom aspecto, cabelo e pele limpos são a base de seja o que for: roupa, maquilhagem… por isso, aqui fica basicamente uma manicura completa:

  

 

Preparar

  Se tiveres verniz, retira com um removedor de verniz sem acetona.

  Duas vezes por semana, faz uma esfoliação às mãos com azeite e açúcar. Depois mergulha as unhas numa malga com água quente e umas gotas de óleo de amêndoas até ficarem um pouco menos duras; o tempo depende das tuas unhas e da temperatura da água – 2min chegam para mim.

 

Cutículas

  Agora que estão amolecidas, podes tratar delas facilmente. Com um pau de laranjeira, empurra-as para trás e pressiona-as contra a unha para as “fixar”.

  Nunca cortes as cutículas – seria como tirar a pele do teu corpo e deixá-lo exposto a todos os fungos, bactérias e afins. Podes facilmente arranjar uma infecção em volta das unhas ou até algo pior.

Cortar

  É o passo que exige mais concentração, pois se o verniz escorregar arranja-se, mas uma unha cortada muito rente é bastante desagradável – dolorosa, até.

  Se tiveres dificuldade, usa corta-unhas de diferentes tamanhos.

  Gostas de ver as tuas unhas compridas? Prefere-las bem curtinhas? O que está certo é aquilo com que te sentes bem. Desde que as unhas não sejam demasiado rentes ao dedo (ao ponto de não ser confortável/saudável) ou demasiado compridas (ao ponto de não puderes pegar em nada) podes tê-las do comprimento que se adequar melhor ao teu estilo de vida e personalidade.

  Não te preocupes com a forma em que cortas, toma antes atenção ao comprimento. Podes saltar este passo se tiveres unhas curtas.

 

 

Limar

  Se não tens prática ou nunca deste muita importância à forma das tuas unhas, começa por pousar a mão numa superfície plana. Observa-as de lado para verificares se o comprimento está certo – caso seja preciso, reutiliza o corta-unhas. Certifica-te de que todas têm sensivelmente o mesmo comprimento.

  A seguir, molda-as: o formato será como quiseres. Podes seguir a sua forma natural, aprimorando-a, ou limá-las para ficarem pontiagudas, quadradas, redondas ou ovais. A “melhor”? A tua forma natural; podes usar a forma das tuas cutículas como guia. É de salientar que, se tens unhas quebradiças, o melhor é a forma oval.

  Deves limar as unhas sempre na mesma direcção, por exemplo, da esquerda para a direita (nada de movimento pára-brisas), caso contrário irás danificá-las.

  Se não tiveres a superfície das unhas lisa podes usar a lima mais suave que encontrares para as nivelares (não deves fazer isto mais do que semana sim, semana não, pois acabas por enfraquecê-las).

         
 

Cuidar

  Certas pessoas precisam de cuidados especiais. Se tens unhas quebradiças ou amareladas, esta é a altura para lhe dares o mimo merecido. Se quiserem, posso fazer um post sobre unhas quebradiças e amarelas (se tiverem mais algum problema de unhas, comentem).

 

 

Pintar

  NÃO podes pintar as unhas sem aplicar um verniz de base, que pode ser específico ou apenas um qualquer verniz transparente. Se precisares, usa um verniz endurecedor. Tal previne o amarelecimento das unhas e faz o verniz durar mais.

 

 

  Antes de escolher a cor, deves escolher a marca. Deixa de lado os vernizes de marca duvidosa e escolhe marcas de confiança, mais conhecidas. Eu ponho as mãos no fogo pelos vernizes multi dimension da essence (ainda não tive oportunidade de experimentar os colour&go, mas já ouvi boas revisões desses também – quando usar um dessa linha, farei revisão aqui no blog). São baratíssimos, extremamente pigmentados, têm durabilidade média, secam depressa – óptimo! Combinados com verniz de base e verniz de acabamento, ficam perfeitos por uma semana.

  Agora que tens a tua marca, escolhe: cor, manicura francesa, aplicações desenhos… diverte-te! Se cometeres erros, corrige-os com um cotonete embebido em removedor de verniz (sem acetona) ou com uma caneta correctora.

  Se quiseres que o teu verniz pareça sempre pintado de fresco, não dispenses uma camada transparente por cima do verniz (pode ser um top coat ou não).

 

Secar

  Quer demore muito ou pouco a secar, quando acabares de pintar as unhas passa-as por água fria durante 3min (se te incomodar, vai fazendo 1min intercalados por intervalos). Isto vai dar-te um acabamento brilhante e ajudar o verniz a secar mais rapidamente.

 

Hidratar

  Nenhuma manicura está completa sem uma boa hidratação. Caso tenhas feito a esfoliação, já hidrataste com o azeite. Quando as unhas estiverem bem secas, lava as mãos com um sabonete hidratante. Se não é dia de esfoliação, lava com um sabonete hidratante e de seguida aplica um bom creme.

  Deves hidratar as mãos, principalmente no Invernos, todos os dias. Usa um bom hidratante de manhã e, se tiveres a pele das maõs muito seca, passa vaselina ou qualquer creme gordo à noite e dorme com luvas finas calçadas.

 

 
 
 
 
 

 

  Podes fazer isto, conforme o que foi dito no post, todas as semanas. Aconselho-te a (se for o caso) tirares o verniz na noite de sexta-feira e fazeres a manicura no sábado de manhã. Para além disso, é bom deixar as unhas respirarem durante alguns dias portanto, quando sentires que as tuas unhas estão a alterar-se seja de que forma for, dá-lhes um descanso do verniz. Mesmo que isso não aconteça, pelo menos de 3 em 3 semanas deixa-as durante, no mínimo, 4 dias sem verniz. 

 

  Diria que os passos indispensáveis para umas unhas bonitas são limar, cuidar e hidratar. Depois, um verniz transparente fica sempre bem e muda completamente o aspecto das mãos. Já me elogiaram as unhas quando não tinha mais do que verniz transparente posto.

 

 

 

 

 

  

publicado por DianaKarina às 15:01